Realizamos

O Museu da Família foi viabilizado em 2010, pela Lei Rouanet, que garantiu os recursos para sua institucionalização. Hoje desenvolvemos projetos que totalizam mais R$ 8 milhões, atendendo todo o território nacional. Conheça alguns deles:

Programas

 Programa Primeiro Museu

De todos os museus que há no mundo, 5% deles estão no Brasil, aproximadamente três mil, a maioria nas capitais. De acordo com o Cadastro Nacional de Museus (2104), 4.295 dos 5.570 municípios brasileiros – ou seja, 77% – não tem museu. Uma das metas do Plano Nacional Setorial de Museus (IBRAM, 2010) é estimular a criação de museus em cada município brasileiro (Eixo II, Diretriz 12, Estratégia 01) e que, para ser atendida, vai demandar a criação de mais de um museu por dia até 31 de dezembro de 2020.

Diante deste cenário, a contribuição do Museu da Família e do Instituto Cultural Ingá é o Programa Primeiro Museu, que visa a garantir o direito à memória e à cultura por meio da promoção de processos museológicos em busca da preservação do patrimônio cultural em pequenas comunidades.

Primeiro Museu

Programa Museu na Escola

A escola desempenha um importante papel na constituição da cidadania, pois é o espaço no qual todos os indivíduos de uma comunidade participam e nela se reconhecem. Valorizar a escola e buscar o resgate de sua memória é de fundamental importância na construção de uma identidade histórica e cidadã.

O Programa Museu na Escola oferece à instituição um museu de tipologia virtual on-line capaz de guardar, expor e conservar a memória da instituição, reforçando os laços desta com a comunidade e dando visibilidade ao importante papel desempenhado por ela.

Museu da Escola

 

Projetos

leiInsentivoACulturaProjetos enquadrados na Lei Rouanet

 

 

Digitalização de Acervo

Serão digitalizados 10 milhões de documentos pertencentes a mais de 100 mil famílias de toda a região Norte e região Noroeste do Paraná.  O material refere-se ao antigo Paraná Cafeeiro das décadas de 1950, 1960 e 1970 e abrange 211 municípios distribuídos em área de mais de 3,5 milhões de habitantes e quatro mesorregiões geográficas do Estado.

Exposições Famílias

“Famílias” é o tema de cinco exposições abertas à visitação entre outubro de 2015 e maio de 2016, apresentando diferentes aspectos da história das famílias pioneiras e atualmente residentes nas regiões Norte e Noroeste do Paraná. As exposições serão montadas em locais de grande circulação como Londrina e Maringá.

Terra Crua – Livro

Preservando o estilo do autor Jorge Ferreira Duque Estrada e a ortografia da época, o projeto prevê a reimpressão literal da obra original com os melhores recursos gráficos e materiais que potencializam a preservação em longo prazo.

Foram produzidos e distribuídos 800 livros as bibliotecas municipais de Maringá PR.

Documentário Terra Crua

Uma parte da história da cidade, das famílias e da estrutura social será abordada neste vídeo documentário sobre os primórdios de Maringá – 1938 a1960 -, reforçando a importância do livro Terra Crua e contribuindo para reconstituir essa fase de grandeza histórica para a cidade e o Paraná. O material, de 30 minutos, será distribuído (500 cópias).

Áudio Guia Cultural

O projeto prevê a implantação de um áudio guia em 16 cidades brasileiras, abrangendo aspectos de patrimônio histórico e artístico e oferecendo uma solução contemporânea para a valorização da educação patrimonial e cultural das cidades atendidas. A solução busca alinhar a construção de memórias locais dos moradores e visitantes com as edificações, espaços urbanos, rurais e naturais, parques e praças, ruas e prédios que sejam reconhecidamente relevantes para a construção das identidades das comunidades.

 

Profice PR

Projetos enquadrados no PROFICE

 

 

Memórias de Famílias

Este projeto objetiva a preservação da memória por meio de uma pesquisa quantitativa de identificação de acervo, a disponibilização de uma plataforma virtual para guarda e compartilhamento on-line de documentos, a inventariação de acervo e um diagnóstico qualitativo dos itens de acordo com a relevância historiográfica.

Será disponibilizada a quatro mil famílias dos municípios atendidos uma ferramenta de preservação da história, contribuindo para garantia do direito à memória das famílias beneficiadas.

A pesquisa será aplicada nos 40 municípios de maior número de habitantes, escolhidos dentro do grupo de municípios com população até 20 mil habitantes.

Memória Social

O projeto busca promover o acesso à vivência cultural, bem como o estímulo à formação de acervos históricos por meio de uma pesquisa quantitativa de identificação de acervo, a disponibilização de uma plataforma virtual para guarda e compartilhamento on-line de documentos, a inventariação de acervo e um diagnóstico qualitativo dos itens de acordo com a relevância historiográfica.

Será disponibilizada a três mil famílias dos municípios atendidos uma ferramenta de preservação da história, contribuindo para garantia do direito à memória das famílias beneficiadas.

A pesquisa será aplicada nos 40 municípios de maior número de habitantes, escolhidos dentro do grupo de municípios com população entre 20 a 100 mil habitantes.

Top